Buscar
  • Suzete Sequeira

Guardanapos de Pano

Esta semana a minha sugestão de mudança é deixarmos os guardanapos de papel e voltarmos aos de pano. Digo "voltarmos" porque era assim em todas as cozinhas do país (do mundo!) antes da invenção dos de papel. Esta é uma das dificuldades nesta mudança, é que a maior parte da população, é significado de andar para trás aos tempos em que não havia nada. Foram tempos difíceis. Agora a urgência é no cuidar do Planeta e em mudarmos a economia do Ego-lógico para o Eco-lógico.

Eu já há alguns anos que fiz esta mudança em casa, na altura parecia-me tão mais complicado do que na realidade é. Na altura eu trabalhava num escritório e passei a levar também para o trabalho (2008/2009?). Foi só mais um carimbo de louca, claro. Mas também tive colegas que aprovaram. Ainda assim demorei muito tempo até perceber que também precisava usar quando ia até ao café, ou numa saída ao restaurante... na casa de amigos, até mesmo nas refeições de família. Só em 2017 é que assumi uma atitude de recusa dos descartáveis, quaisquer que fossem, fiz o meu kit zero lixo e foi o mote para começar a fazer guardanapos de pano.


Entretanto já andamos por aí.


Voltámos a sair e (entre muitas outras coisas) temos de ajudar a vingar os nossos restaurantes, café, quiosques, bares e bares de praia preferidos e vamos comer, beber e conviver sempre que nos for possível nestes locais. Como não podemos esquecer as questões ambientais e devemos evitar desperdício, andarmos com o nosso guardanapo é um pequeno gesto que ajuda a cuidar de, por exemplo, tudo isto:

- a restauração agradece, pois reduz essa despesa;

- é menos lixo que se acumula;

- menos árvores que se abatem (só para podermos limpar a boca 1 vez!);

- nós andamos mais felizes, pois sentimos que conseguimos reduzir a nossa pegada ecológica.

A minha solução?

Sim, os Guardanapos de Tecido.


Usar - Lavar - Usar


Vezes sem conta, pois a ideia é sempre evitar descartáveis, sejam eles de papel, plástico, bambu... o que for. Se é para ser usado e para deitar fora é desperdiçar recursos e aumentar a acumulação de lixo nas lixeiras. É pôr em risco a nossa própria existência e a de tantas outras espécies. É faltar ao respeito à nossa Casa Mãe.

Estes são 100%algodão e em tecidos portugueses. São tecidos que fui comprando e acumulando quando fazia mantas de patchwork e que estão no armário à espera de uma nova vida.

Faço-os com aproximadamente 30x30cm para também os podermos trazer connosco para todo o lado. Assim podemos usar em casa mas também são fáceis de arrumar para transportar.

Podes escolher um conjunto com todos iguais ou com um de cada padrão. Se só precisas de um, também podes escolher só um.

Tenho mais padrões disponíveis, incluíndo padrões infantis. Mostro alguns exemplos nas fotos.

Gesto a gesto vamos fazendo um mundo melhor. Já somos muitos mas precisamos de mais pessoas.

Juntas-te a nós?



100%algodão

tecidos e galões portugueses

30x30cm aproximadamente

disponíveis na loja do site




17 visualizações

©2020 por Canela Cheia. Orgulhosamente criado com Wix.com